29 de set de 2013

Resenha # Bruxos e Bruxas - James Patterson & Gabrielle Charbonnet

Bruxos e Bruxas – James Patterson & Gabrielle Charbonnet

Informações:

Titulo original: Witch and Wizard

Tradução: Ana Paula Corradini
Páginas: 288
Formato: 16x23 cm
Peso: 420g
Acabamento: Brochura
Lançamento: 2013
ISBN:9788581632216
Preço: R$29,90



Sinopse:
É como entrar em um pesadelo. Do nada, você é retirado de sua casa, preso, e acusado de bruxaria. Parece século 17, mas é o governo da Nova Ordem, e está acontecendo agora!
Sob a ideologia da Nova Ordem, O Único Que É O Único mantém seu poder à força, sem música, nem internet, nem livros, arte ou beleza. E ter menos de 18 anos já é motivo suficiente para que você seja suspeito de conspiração.
Os irmãos Allgood estão encarcerados nesse pesadelo e, para escapar desse mundo de opressão e medo, terão que contar um com o outro e aprender a usar a magia.
Do autor best-seller James Patterson, Bruxos e Bruxas é uma saga para se ler... antes que seja tarde.


Por Carla Rodriguez

Antes de começar eu preciso confessar uma coisa: eu nunca havia lindo NADA do James Patterson (as resenhas dos livros dele publicadas aqui no blog geralmente são da Andréia ou da Luciana). Bom, virei fã! No meio dessa moda de distopias, James Patterson veio carimbar sua participação.

Bruxos e Bruxas conta a história dos irmãos Wisteria e Whitford Allgood, ou Wisty e Whit. Ela tem 15 anos e ele 17.

Vivendo em um mundo governado pela “Nova Ordem”, que é comandada pelo “O Único Que É O Único”, e onde é proibida qualquer forma de arte ou expressão de liberdade, ou seja: sem arte, música, livros e sem internet. E quem descumprir, será punido. Wisty e Whit eram adolescentes normais, até que... bem, como qualquer história, até que tudo muda. Tudo começa quando a casa deles é invadida no meio da noite por soldados da Nova Ordem e eles são presos acusados de bruxaria... Porém, segundo as leis da Nova Ordem, cada um teria o direito de levar um objeto de casa: a mãe de Wisty a entrega uma velha baqueta e o pai deles entrega a Whit um livro velho, parecido com um diário, sem nome nenhum na lombada. Foi então que Wisty pegou fogo. Isso aí, chamas explodiram de cada poro de ser corpo.  Bom, isso era um pouco incriminador para quem estava sendo acusado de bruxaria, certo?

Os dois adolescentes são levados a julgamentos, se condenados, seriam executados assim que completassem 18 anos, logo, adivinhem?

Wisty e Whit tem que lutar por sua liberdade e para aprender mais sobre sua magia, no meio de mistérios e segredos, como a aparente familiaridade entre seus pais e o “O Único Que É O Único”.

O livro é contado em primeira pessoa, alguns capítulos contados por Wisty e outros por Whit. São capítulos curtos, o que faz com que você rapidamente esteja preso a história e só consiga largar depois que souber o final. O que significa o final da série, não do livro.

Eu não tenho certeza, não achei nenhuma informação sobre isso, mas me parece que os capítulos da Wisty foram escritos por Gabrielle C. e os do Whit por James P., pois considero muito diferente o tipo de narrativa de cada um. Além de preferir e narrativa do Whit.

Se eu fosse você, começava a ler agorinha mesmo!

Se o texto e enredo super bacanas ainda não foram o suficiente para convencer você a ler, aí vai:
Eu me sinto repetitiva falando isso, mas a Novo Conceito arrasa com a arte dos livros! E, além da grande campanha de marketing que a editora criou para o livro, Bruxos e Bruxas tem uma arte l.i.n.d.a.! Se você nunca viu o livro pessoalmente, talvez não tenha  percebido, mas a capa do livro tem uma textura aveludada, além do título e nome do autor com letras em alto-relevo e douradas. O símbolo do livro (B no livro em português) também em alto-relevo com a silueta dos rostos de Wisty e Whit saindo do fogo que envolve a letra. É Lindo!

Uma curiosidade (nem tão curiosa assim se você prestou bastante atenção): no original, em inglês, o símbolo é um W, referente as iniciais de “Witch and Wizard” (título original do livro, que significa Bruxa e Feiticeiro, ou Bruxa e Bruxo) e Wisty e Whit, por isso seus rostos saindo do fogo que envolve o símbolo.



E se você, como eu, terminou o livro loouco pra saber mais, a Novo Conceito já está providenciando o lançamento de “Bruxos e Bruxas: O Dom”, segundo volume da série. Fique atento aqui no Resumo de Letras :)



Nota 4 de 5 :)

Um comentário:

  1. Acabei de ler e praticamente devorei o livro. Muito ágil e com um enredo envolvente.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir