4 de set de 2012

Lançamentos da Editora Rocco

Lançamentos de setembro da Editora Rocco.


Divergente, de Veronica Roth, 504 páginas.
Sinopse: Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma delas é como ser invisível. Primeiro volume de uma bem-sucedida série de distopia – segmento em alta no mercado editorial juvenil desde o sucesso Jogos Vorazes – Divergente, romance de estreia de Veronica Roth, tem como protagonista uma jovem em embate com suas próprias escolhas. Um dos lançamentos mais aguardados do ano pelos jovens brasileiros, o livro está no topo da lista dos mais vendidos do The New York Times.





Lisboa 1939 - 1945: Guerra nas Sombras, de Neill Lochery, 312 páginas.
Sinopse: Mesmo não tendo sido palco de nenhum conflito armado, Lisboa teve grande importância na Segunda Guerra Mundial. Último portão de saída da Europa, a capital portuguesa abrigou grande parte da realeza europeia exilada, refugiados em fuga para os EUA e uma série de espiões, banqueiros, judeus proeminentes e artistas que tentavam escapar dos conflitos, como o pintor Marc Chagall e o escritor Graham Greene. Com base em ampla pesquisa, o historiador Neill Lochery revela os bastidores da guerra ao contar a história de um país relativamente pobre que não apenas sobreviveu à guerra fisicamente intacto, como emergiu dela muito mais rico do que quando o conflito teve início.





O Desfile da Extinsão E outras histórias de zumbis, de Max Brooks, 128 páginas.
Sinopse: Autor dos cultuados Guia de sobrevivência a zumbis e Guerra Mundial Z, Max Brooks apresenta em O desfile da extinção uma coleção de relatos do pós-apocalipse zumbi. A coletânea eleva a literatura zumbi a um novo patamar, no qual a história dessas criaturas se cruza com comentários políticos irônicos, referências históricas e geográficas notáveis, tudo com o humor afiado que caracteriza a obra de Brooks. No conto que dá título ao livro, o leitor se depara com um iminente embate entre zumbis e vampiros. Afinal, como os chupadores de sangue reagirão ao perceber que os mortos-vivos estão acabando com seu alimento?





Eu Ouviria Meus Pais Se Pelo Menos Eles Calassem A Boca, de Anthony E. Wolf, 448 páginas.
Sinopse: Psicólogo com ampla experiência no atendimento a crianças e jovens, Anthony Wolf ajuda os pais a entenderem o comportamento dos adolescentes do século XXI e quais regras favorecem uma comunicação bem-sucedida com eles em Eu ouviria meus pais se pelo menos eles calassem a boca. Com um texto bem-humorado, Wolf usa situações do cotidiano para ilustrar as atitudes que vão funcionar e as que estão fadadas ao fracasso ao lidar com essa geração bem articulada e que não tem medo dos pais. Um livro destinado a tornar a vida com adolescentes uma experiência mais agradável.





Cama, de David Whitehouse, 256 páginas.
Sinopse: Em seu romance de estreia, o britânico David Whitehouse recupera a tradição literária do absurdo em que pairam no ar mais perguntas que respostas. A trama gira em torno de Malcolm Ede, que aos 25 anos resolve não sair mais de sua cama, em protesto contra um futuro que ele imagina tedioso. Vinte anos e 600 quilos depois, não foi só a vida de Mal que parou, mas a de toda a família. Narrado pelo irmão caçula, que sente um misto de admiração e desprezo, carinho e raiva por Mal, o livro acompanha as tentativas do narrador de encontrar os motivos que levaram o irmão mais velho a tal radicalismo.





As Boas Filhas, de Joyce Maynard, 320 páginas.
Sinopse: Nascidas no dia 4 de julho de 1950 no hospital de uma pequena comunidade rural de New Hampshire, Ruth Plank e Dana Dickerson não poderiam ser mais diferentes. A primeira tem alma de artista e sua imaginação forte destoa da pacata e monótona rotina dos Plank, gente estável como a fazenda que eles comandam há gerações; a segunda sonha com segurança e raízes, algo que os Dickerson jamais poderão oferecer. Autora do elogiado Fim de verão, também publicado pela Rocco, Joyce Maynard acompanha, em As boas filhas, a história dessas "irmãs de aniversário" cujas trajetórias se cruzam quando menos se espera.





Através do Fogo, de Bruce Desilva, 304 páginas.
Sinopse: Rhode Island, o menor estado dos Estados Unidos, explode com crimes, incêndios e uma atmosfera noir em Através do fogo, livro de estreia do jornalista norte-americano Bruce DeSilva protagonizado por um repórter veterano, alter ego do autor, que usa o jornalismo investigativo como base para desvendar crimes, enquanto tenta administrar uma vida pessoal caótica. Além de criar um personagem carismático e verossímil, DeSilva tece uma envolvente e bem-humorada narrativa que promete agradar aos fãs de romances policiais 

 




A Lanterna, de Deborah Lawrenson, 304 páginas.
Sinopse: Quando Eve se apaixona pelo misterioso e charmoso Don, a relação arrebatadora entre os dois leva-os a Les Genévriers, uma casa abandonada em meio aos perfumados campos de lavanda do Sul da França. Cercada pelos inebriantes aromas da Provence, Eve nunca se sentiu mais viva. O silêncio de Don sobre sua ex-mulher, no entanto, revela cicatrizes emocionais que vão suscitando em Eve suspeitas e incertezas. Em A lanterna, a estreante Deborah Lawrenson acrescenta elementos góticos a uma narrativa moderna, num jogo de luz e sombras no qual o passado e seus fantasmas se revelam lentamente.





A Herança de Thuban - A Garota do Dragão, de Licia Troisi, 368 páginas.
Sinopse: Autora das trilogias de enorme sucesso Crônicas do Mundo Emerso, As Guerras do Mundo Emerso e Lendas do Mundo Emerso, a italiana Licia Troisi conta, em sua nova série, A Garota do Dragão, a história de Sofia. Criada num orfanato, a jovem não tem mais esperança de mudar de vida, até que um professor de antropologia resolve adotá-la, e lhe revela que o sinal que ela possui em sua testa encerra o espírito do dragão Thuban. Com grande habilidade narrativa, a autora constrói uma emocionante trama de fantasia e aventura em que 
Sofia se vê envolvida numa grande batalha contra as forças do mal.
 




De Bichos e Pessoas, de Clarice Lispector, 184 páginas.
Sinopse: Quarto livro da coleção Clarice Lispector – Crônicas para Jovens, organizada por Pedro Karp Vasquez, De bichos e pessoas reúne algumas das crônicas mais comoventes de Clarice Lispector, aquelas em que fala dos animais e das relações entre eles e os seres humanos. Dona de uma percepção aprofundada do mundo animal, a escritora interessava-se por todo e qualquer ser vivo – desde as enormes baleias aos ínfimos insetos, com especial carinho pelos cachorros e compaixão pelas galinhas, sempre tão desprezadas. Nesta coletânea, o leitor é convidado a refletir sobre a vida, a natureza e a condição humana a partir de pequenos textos que revelam a visão singular de Clarice "sobre bichos e pessoas".





Contos de Terror do Navio Negro, de Chris Priestley, 264 páginas.
Sinopse: Autor de Contos de terror do tio Montague, o britânico Chris Priestley volta a assustar a garotada com histórias de arrepiar em Contos de terror do navio negro. Com sua prosa refinada e ilustrações ao mesmo tempo encantadoras e misteriosas, o autor reúne as histórias de um velho marinheiro que bate à porta de Ethan e Cathy em busca de abrigo, numa noite de tempestade. Piratas malignos e até um barco fantasma fazem parte do repertório de sustos que pegam os irmãos, e os leitores, de surpresa nesta coletânea deliciosamente aterrorizante.






Syrena - Septimus Heap #5, de Angie Sage, 576 páginas.
Sinopse: Quinto livro da série Septimus Heap, de Angie Sage, Syrena traz o jovem herói Septimus preso numa ilha paradisíaca junto com Jenna, Besouro e seu dragão, Cospe-Fogo, gravemente ferido. Apesar de toda a beleza do local, há coisas estranhas na ilha, como a misteriosa Syrah, uma garora Mágyka; um farol em forma de gato que perdeu sua luz; e uma presença assustadora que insiste em cantar para Septimus. Novas aventuras aguardam o jovem aprendiz de mago predestinado a cumprir uma antiga e poderosa profecia em mais uma etapa de sua fantástica jornada.





Departamento 19, de Will Hill, 516 páginas.
Sinopse: Depois de perder o pai e ter a mãe sequestrada por estranhas criaturas, Jamie Carpenter é levado por um ser gigantesco e estranho para o Departamento 19, uma organização secreta responsável pelo controle de atividades sobrenaturais que tem entre seus membros nomes como Van Helsing e Frankstein. Livro de estreia do ex-editor Will Hill, Departamento 19 é o primeiro de uma bem-sucedida série que une referências dos mais aclamados clássicos do terror num thriller cheio de ação que vai agradar leitores de todas as idades.

Um comentário:

  1. Nossa, a editora arrasou nos lançamentos! fiquei muuuito interessada em Departamento 19 e Divergente. Talvez daria uma chance ao O Desfile da Extinsão E outras histórias de zumbis!

    Beijos, Lê

    ResponderExcluir