6 de fev de 2013

Cypherpunks - o livro de Julian Assange



Essa segunda-feira, dia 04, foi lançado no Brasil o livro Cypherpunks – liberdade e o futuro da internet, de autoria, entre outros, de ninguém menos que Julian Assange. Ele, fundador e editor chefe da WikiLeaks, está desde de junho de 2012 asilado na embaixada do Equador em Londres. O livro aborda diversas polêmicas sobre o ambiente da internet e sobre como as informações compartilhadas por seus usuários podem servir como fonte de repressão e restrição de suas liberdades através da ação estatal. 


O livro já está nas livrarias sob o selo da Editora Boitempo
Título: Cypherpunks
Subtítulo: Liberdade e o futuro da internet
Autores: Julian Assange (com Jacob Appelbaum, Andy Müller-Maguhn e Jérémie Zimmermann) 
Tradução: Cristina Yamagami
Apresentação: Natalia Viana 
Quarta capa: Slavoj Zizek
Páginas: 168
ISBN: 978-85-7559-307-3
Preço: R$ 29,00
Editora: Boitempo

O site WikiLeaks é responsável pela divulgação de diversos documentos e informações mantidos sigilosos pelos países que os emitiram e Assange é réu em um processo judicial por estupro que corre na Suécia. Obteve asilo diplomático alegando que, se fosse ao país para sua defesa, seria prontamente extraditado para os EUA, onde poderia ser julgado por espionagem, sendo condenado à prisão perpétua ou mesmo à morte.
Em Cypherpunks, muitas ideias são perturbadoras, como a de que o Google e o Facebook trabalham de modo a manter bases de dados para espionagem e controle civil. Assange tem um discurso forte a respeito da liberdade e acredita que sua melhor expressão seja a da web, condenando o controle "invisível" que, segundo ele, se manifesta nas maiores redes sociais do mundo através do compartilhamento de dados. Somos confrontados com nossa boa vontade em conceder informações sobre nossa localização, amigos e relações para, pelo que o livro defende, sermos controlados. 
Teoria da conspiração ou não, Assange tem ao menos alguma credibilidade para falar sobre possíveis ações estatais ocultas, uma vez que ganhou fama e inimigos divulgando dados sigilosos. 


Por Ju Oliveira

0 comentários:

Postar um comentário